CONAB divulga preço mínimo do açaí para 2018 com aumento de 24%

A Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), publicou na última sexta (12) os preços mínimos para os produtos extrativos da safra 2018 com um ajuste de 24% no valor do açaí. Estudo recente realizado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) em parceria com o Memorial  Chico Mendes foi apresentado no Fórum de Desenvolvimento Territorial do Médio Juruá, demonstrou que o valor pago ao extrativista era insuficiente para cobrir os custos variáveis dos trabalhadores.

Veja a tabela com os valores completos clicando aqui

Leia também Preço do açaí no Médio Juruá não remunera o trabalho do extrativista, diz pesquisador

Relembre

Entre os dias 8 e 9 de novembro, aconteceu o encontro do Fórum de Desenvolvimento Territorial do Médio Juruá, onde foi apresentado um estudo técnico sobre a formação de preço de custo de produção do açaí, seguindo uma metodologia adotada pela CONAB.

Para o professor Henrique Pereira, coordenador do doutorado em ciências ambientais da Ufam, os resultados são importantes para manutenção do processo produtivo de forma sustentável.

“Os resultados foram preocupantes, pois demonstraram que, para a safra de 2016, mais da metade das expedições de coleta com os preços praticados na safra, não remuneraram sequer os custos variáveis dos extrativistas, que é a mão de obra. É um resultado que preocupa porque pode dificultar a sobrevivência dessas famílias que estão sendo remuneradas abaixo do que deveriam”.

Para o pesquisador, o melhor caminho é estabelecer uma melhor relação entre custo de produção e venda. Dar eficiência para esse trabalho e discutir a formação do preço praticado no mercado local. “Hoje a agroindústria compra o açaí por R$ 1,30 o quilo, mas o valor ideal, para cobrir os custos variáveis deve ser R$ 1,89”.

Leia mais:

Memorial Chico Mendes e a Associação dos Produtores Rurais de Carauari prestigiam lançamento da Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA)

Entidades se reúnem em Tefé para organização do Encontro Estadual de Extrativistas

Em Carauari-AM, 53 comunidades são beneficiadas com a inauguração de balsa para escoamento da produção

Por: Maysa Leão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*