Agroextrativistas de Carauari ganham bolsa de estudos em universidade indiana

Agricultoras exibem o passaporte, prontas para o embarque / Foto: Maysa Leão

Carauari –  Agroextrativistas residentes em Carauari  município distante 778Km de Manaus, foram selecionadas para curso técnico de energia solar na Universidade Barefoot College na India. Margarete Gondin, Evane Costa e Maria José Lima embarcam no próximo dia 18 de agosto para a Índia, onde receberão bolsas de estudo. O curso terá duração de seis meses e o objetivo é que as agroextrativistas sejam capacitadas para manejar os equipamentos de geração de energia solar tanto na instalação quanto manutenção.

A intenção é que após o curso, as mulheres liderem soluções técnicas de energia solar nas comunidades ribeirinhas do Médio Juruá. Sobre a experiência, as agricultoras relatam que o tempo distante de suas famílias tem sido a maior preocupação. Para Margarete, o esforço valerá a pena. “O marido vai ficar com saudades, não queria que eu passasse tanto tempo longe né? mas é preciso, vou voltar com o aprendizado, podendo ensinar mais pessoas da comunidade, pois muitas ainda vivem na escuridão ou usam gerador de energia e é caro comprar combustível”, disse.

A expectativa da viagem está sendo direcionada para as descobertas através da web para desvendar o distante continente asiático. “Eu já pesquisei muito na internet sobre a Índia, sobre a cultura, alimentação e costumes, a gente precisa estudar sobre o lugar que vamos viver”, disse Margarete

Ela relata também que a oportunidade do curso foi anunciada durante uma assembleia comunitária organizada pela Associação dos Produtores Rurais de Carauari (Asproc) com a presença de cerca de 500 agricultores e extrativistas. “Algumas pessoas  se interessaram pelo curso, mas muitos tem medo de se afastar de casa e da família, pois nunca estiveram tanto tempo distante de casa ainda mais em um país onde não saberemos nos comunicar através da língua”, contou. A agroextrativista explica que em virtude das barreiras linguísticas o curso será ministrado através de códigos, cores e vídeos. Além disso, os custos de passagens aéreas, estadia e alimentação serão assumidos pela universidade, além da bolsa de estudos.

A Berefoot College é uma universidade indiana, apoiada pelo governo  daquele país e como parte de seu programa de cooperação internacional tem trabalhado em  mais de 90 países para levar escolarização e novas oportunidades para pessoas da zona rural com baixo poder aquisitivo. Essa ação é uma parceria com a Asproc que coordenou a mobilização comunitária e o processo de seleção das mulheres indicadas, está custeando e apoiando a habilitação destas, na aquisição de passaporte e visto à ingressar na India. Além disso tem assumido o desafio, com o apoio de parceiros, de gerar soluções de energia limpa, renovável e sustentável para a promoção dos  modos de vida das populações tradicionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*