Asproc realiza projeto que leva energia limpa para iluminação residencial de 600 famílias ribeirinhas no Médio Juruá

O através do projeto, um representante da família será capacitado para que eles mesmos construam o seu litro de Luz

Carauari – A Associação dos Produtores Rurais de Carauari, iniciou no dia 16 de julho as atividades para levar iluminação limpa às casas de 600 famílias em todas as comunidades ribeirinhas do Médio Juruá – Carauari.

Segundo a mais recente pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil 200 mil famílias não possuem iluminação elétrica, o que corresponde a cerca de 700 mil pessoas. Grande parte se concentra no Amazonas, onde o isolamento da floresta dificulta o acesso à energia.

A Litro de Luz realiza instalação de lampiões que são construídos a partir de tecnologia econômica e ecologicamente sustentável, ao unir garrafas PET, canos PVC, painéis solares, baterias e lâmpadas LED. Após exposição à luz do sol ao longo do dia, a bateria destes lampiões dura sete horas e cada painel solar possui, em média, vida útil de 25 anos e não são danificados pela chuva.

Flávio Ferreira, extrativista e tesoureiro da ASPROC, relata que conheceu o trabalho da ONG Litro de Luz em um evento em Belém com outros membros da associação e que levou a ideia aos demais associados para levar o projeto às comunidades do Médio Juruá localizadas na Reserva Extrativista do Médio Juruá, na RDS Uacari e áreas de entorno. Logo em seguida a associação se articulou em busca de recursos e parcerias para que hoje essa ação se concretizasse.

Ele explica que para ter acesso à energia os comunitários usam um gerador movido à diesel que funciona das 18h às 22h e, dependendo do modelo do equipamento, consome de 7 a 15 litros diários e o combustível na região custa R$ 4,90 o litro.

A matriz energética suja, baseada em fonte não renovável emissora de carbono, contrasta com o papel da floresta para o equilíbrio do clima global e a alternativa pensada pela Asproc executa transformações sociais e ecológicas pelo serviço ambiental que desempenha.

No total 600 famílias serão beneficiadas com o projeto que  envolve a capacitação  de um representante da família para que eles mesmos construam o seu litro de luz e façam a manutenção futuramente.

Suzy Barros, coordenadora administrativa da Asproc, comemora a conquista coletiva. “Os resultados dessa ação serão profundamente impactantes, inclusivos e transformadores. O Médio Juruá tem um rio iluminado não só pelos litros de luz, mas pela esperança e a confiança de que é possível sim, superar distâncias e isolamentos construindo soluções adequadas à nossa realidade”

Essa ação tem a parceria da USAID/Sitawi e da ONG Litro de Luz.

ASPROC

A Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC) é uma organização de base das comunidades ribeirinhas e extrativistas que vem executando ações no âmbito do Programa Território Médio Juruá, apoiado pela USAID e SITAWI,  buscando soluções aos desafios locais relativos às necessidades humanas básicas e a geração do bem estar das famílias.

O sucesso das ações desenvolvidas no médio Juruá e especialmente através da Asproc, se atribui ao grau de organização social das famílias ribeirinhas e ao apoio recebido de uma rede de parceiros.

Por: Maysa Leão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*